Imagine…Contemple…Proclame

Imagine se os discípulos de Jesus por se sentirem abandonados pela presença física do Mestre, decidissem voltar para sua rotina e não compartilhar as Boas Notícias recebidas.

Os pescadores de volta ao mar, o que debaixo da arvore estava, de volta para a sua sombra, o cobrador de impostos uma vez mais em sua repartição publica,

E a experiência vivida com o Senhor Jesus, se transformaria em imagens, lembranças, eventos, que com o passar do tempo se tornariam mais opacas, até ficarem distantes na memória.

Imagine o surgimento de propostas, a volta para a zona de conforto, a satisfação da independência, do “meu jeito” de fazer, de viver e de reagir diante das circunstancias da vida.

A final, concluíram os discípulos, a vida é mais do que somente compartilhar as Boas Novas, a vida tem mais para oferecer, a vida somos nós que fazemos.

Imagine então, o nascimento sem celebração, a ressurreição como um conto improvável, os ensinos transformando-se em ditos populares e a vida de volta, aonde parou.

Imagine...

Agora contemple, eles não voltaram para sua velha vida, eles não construíram suas confortáveis paroquias, pois como disse uma outra voz que clamou no deserto já de pedras, a minha paroquia é o mundo.

Sim o mundo se tornou a casa desses andarilhos que receberam uma missão, daqueles que foram possessos do Favor que não mereciam, onde o compartilhar, dividir e ensinar, sua razão de existir e sua forma de viver.

Contemple os que partiram com ou sem rumo, levados pelas perseguições, expulsos de sua terra pois preferiram a melhor notícia ao invés da pax romana, da falsa paz do interior que é calada pelo comportamento social de quem prefere o silencio e seu conforto.

Mártires, Mestres, Pastores, Profetas, Evangelistas, Apóstolos e povo, a simples gente que fizeram de seus dias, dias de proclamação, dias de multiplicação, dias onde o viver era Cristo e morrer o maior lucro. Homens e mulheres que viveram com expectativa de reencontrar o Senhor de vê-Lo voltar e que partiram ao Seu encontro.

Contemple aqueles que viram o Cristo ressurreto e transmitiram a informação para a segunda e terceira geração de gente que também acreditou, mesmo sem ve-Lo, também continuaram o repasse das sempre boas novas que receberam.

Perceba que o tempo passou, quase 2000 anos de história e aqui estamos com a mesma missão, com a mesma boa notícia e com o mesmo dever de repartir o alimento, o PAO DA VIDA,  A LUZ DO MUNDO para todos os povos.

Imagine, Contemple, Proclame!

Revd André Mira