Ao lermos esta passagem do Evangelho é possível perceber que a relação da cidade com o cidadão e as suas consequências, não é uma ocorrência somente da vida moderna.

Definindo: A cidade, é a consequência natural do crescimento de uma rua, que virou uma vila, depois um bairro e foi se expandindo até se tornar num aglomerado de pessoas, casas, serviços, ruas e outras expansões até que um dia vira uma cidade. Neste processo de desenvolvimento, a personalidade, a Vocação, o comportamento, o estilo  de vida, entre outras características são desenvolvidas na historia da cidade, que é também a história do povo que nela vive. 

Pois eu sou influenciado pela cidade que vivo e posso, se desejar, influencia-la! Portanto, a cidade, o ambiente que eu vivo com suas tendências e rotina, exerce uma influencia que é refletida em cada um de nós. De modo que podemos ser produtos, consequências das cidades que vivemos, ou, influenciadores de onde vivemos.

Revd André Mira